Violinda Amorim

Violinda Amorim (n. 1938), é natural de São João da Madeira. Começou a trabalhar na CNP aos 14 anos, como rapariga de recados, tendo acompanhado a mudança de instalações da empresa. O seu pai já trabalhava na empresa, no sector do corte mecânico.

Mais tarde, começou a trabalhar no laboratório da fábrica, onde ficou até à reforma. O trabalho de laboratório foi-lhe ensinado pelo Engenheiro Rodrigo Guedes de Carvalho, conhecimento que procurou passar para as gerações seguintes. Relata as excelentes condições tanto do laboratório antigo como do recente, e as alterações nos métodos de análise do pêlo.

Recorda o início da construção da nova fábrica, tendo assistido à cerimónia de inauguração.

Recorda a boa relação entre funcionários e com as chefias e considera que a empresa teve uma grande importância para o desenvolvimento da região.

0:00 – Relação e entrada na CNP

0:57 – Mudança de instalações da CNP

1:25 – Entrada no laboratório

3:01 – Funções no laboratório

3:45 – Formação

4:34 – Condições do laboratório

5:19 – Laboratório da Cortadoria

6:23 – Alterações do método de análise

7:58 – Rigor do trabalho

9:32 – Volume de análises

10:07 – Novo edifício

11:07 – Homenagem aos funcionários

11:34 – Quotidiano da fábrica

12:39 – Refeitório

15:00 – Familiares na CNP e entrada na empresa

18:45 – Importância da CNP