Sílvia Costa

Sílvia Reis da Costa é natural de São João da Madeira e vive, atualmente, em Cucujães, Oliveira de Azeméis.
Trabalhou no comércio a retalho mas, pela irregularidade dos turnos e horários de trabalho, mudou para a fábrica da Viarco. Quando fez a mudança de emprego, admite ter sentido algum receio, uma vez que o seu dia-a-dia seria muito diferente do que tinha até então. No entanto, afirma ter sido muito bem recebida, tanto pelos colegas como pelos patrões. Descreve as diferentes fases da produção de lápis, tendo passado já por praticamente todas.
Atualmente, trabalha na secção da Arredondagem.
Considera que a fábrica, apesar de não ser muito moderna, é um caso exemplar da indústria de São João da Madeira, que oferece não só um bom serviço, como boas condições aos seus trabalhadores. Assim, vê a Viarco como um orgulho nacional.

0:00​ – Informação biográfica
0:22​ – Trabalho no comércio a retalho
0:42​ – Mudança para a Viarco
0:53​ – Viarco
1:28​ – Expectativas e integração
2:30​ – Processo de fabrico de lápis
2:49​ – Secções de produção
2:59​ – Processo de fabrico de lápis
4:10​ – Condições de trabalho
4:24​ – Relação com colegas
4:34​ – Passagem por diferentes secções
5:07​ – Importância da Viarco
5:22​ – Aprendizagem com colegas
6:00​ – Volume e ritmo de trabalho
6:33​ – Máquinas e modernização
6:56​ – Produção
7:27​ – Inovação