Sara Leal Duarte

Sara Leal Duarte é natural de Lisboa, mas os seus pais são naturais do Cadaval. Assim, sempre teve ligação à Lagoa de Óbidos, que reforçou quando se mudou, com a mãe, para Óbidos.
Formou-se na área da Biologia, tendo feito um estágio na Lagoa de Óbidos, o que aprofundou a sua relação com a zona.
Tem trabalhado sempre na zona, com várias associações e autoridades ligadas à preservação do ambiente, da natureza e, concretamente, da zona Oeste.
Refere como principais problemas da Lagoa de Óbidos o assoreamento e a poluição. No entanto, refere as melhorias que se têm registado no leito, com a diminuição de lamas e o aumento de espécies de peixes e aves.

0:00 – Informação biográfica
0:17 – Ligação à Lagoa de Óbidos
0:29 – Formação em Biologia
1:10 – Trabalho na Lagoa de Óbidos
3:13 – Saneamento da Lagoa de Óbidos
3:51 – Águas do Oeste e despoluição
7:17 – Alterações na Lagoa de Óbidos
7:44 – Problemas com águas residuais
8:25 – Saneamento
8:52 – Fecho e aberta da Lagoa de Óbidos
9:30 – Preservação de espécies autóctones
10:39 – Tratamento de águas
11:02 – Classificação da Lagoa (Paisagem Protegida)
11:44 – Uso turístico
12:52 – Preservação e Rede Natura
13:04 – Centro de Interpretação
13:51 – Preservação de espécies e alterações do leito
14:36 – Bateiras
15:12 – Projeto Rios
16:56 – Memórias da Lagoa de Óbidos
18:18 – Dinâmica do ecossistema e perigo das dragagens