Rui Ribeiro

Rui Ribeiro, natural das Caldas da Rainha e nascido em 1973, viveu até aos 20 anos no edifício da INATEL, onde os pais sempre trabalharam e o próprio também iniciou a sua atividade laboral. Recorda as atividades lúdicas aí realizadas pelos turistas que vinham passar férias, nas quais esporadicamente participava. Dá conta das transformações do edifício, mas também do espaço envolvente, mencionando os estabelecimentos de animação noturna que davam vida à noite da Foz do Arelho nas décadas de 1980 e 1990. Explora ainda a nomenclatura de diversos lugares da Lagoa, bem como das rochas ao longo da linha costeira da Foz, relacionando-a com um conjunto de lendas e estórias locais.

00:00 – O pai e a mãe, oriundos do Cadaval, funcionários residentes da FNAT

01:00 – Período da juventude passado no INATEL

01:18 – O primeiro emprego no Bar do INATEL

01:28 – Transformações do Bar e da Sala de Convívio

02:05 – A televisão na Sala de Convívio

02:37 – Os períodos de férias de 15 dias e o encerramento de dois dias

02:57 – A montagem de um palco para teatros, grupos de cantares e ranchos contratados pelo Inatel

03:24 – A festa organizada pelos ‘Carolas de Algés’

04:05 – Várias atividades culturais, desportivas e lúdicas – ‘o desfile das miss’s’

05:09 – O banho da meia-noite depois do desfile

05:54 – A integração dos funcionários do INATEL nas atividades

06:48 – As atividades do pai e da mãe

07:26 – As atividades lúdicas – refere os torneios de chinquilho

08:28 – Os espaços de lazer – a sala de convívio e o salão de jogos

10:00 – As várias famílias residentes

10:28 – As pessoas contratadas para a época balnear, vindas do Alentejo

10:42 – Outros trabalhadores residentes (e um turista)

11:15 – A constituição das famílias residentes

11:28 – A habitação das famílias residentes

12:37 – A alimentação dos funcionários

12:27 – A frequência escolar

13:08 – Atividade pescatória amadora

13:59 – Os ciclos da Lagoa – as variações de posição da aberta ao longo do ano

14:24 – Recordação de uma estrada de terra batida onde hoje se encontra a Avenida do mar – fazendo fronteira com o Palácio do Visconde – e que a água chegava a galgar

14:54 – Recordação de um ano em que a água da Lagoa chegou aos portões do INATEL