Reinaldino de Almeida Correia

Reinaldino de Almeida Correia é natural de Oliveira de Azeméis. Como a família passava por muitas dificuldades financeiras, Reinaldino e os 7 irmãos começaram a trabalhar muito cedo, para ajudar os pais, que trabalhavam na agricultura e no sector da chapelaria.
Todos os irmãos trabalharam na indústria de São João da Madeira, entre a Cortadoria Nacional, a Chapelaria e várias fábricas de calçado. Assim, Reinaldo não estudou mais do que a então 4ª classe, apesar de ser sempre um aluno exemplar.
Trabalhou na Fábrica Hércules e na Fábrica Anjo, aproveitando as formações oferecidas em ambas as empresas para aperfeiçoar a arte do fabrico de calçado.
Descreve, ao pormenor, as várias etapas de fabrico, pelas quais passou. Considera que a produção de calçado feminino é mais complicada do que a de masculino.
Mais tarde, em sociedade com um colega, fundou a empresa Calçado Reinante, onde chegou a empregar 24 funcionários. Assim, acompanhou a modernização da indústria, procurando, sempre, a mecanização dos processos na sua fábrica.
Quando a empresa encerrou, trabalhou na fábrica Calçado Pilar, especializada na produção de calçado feminino.
Considera que, ao longo das décadas, as condições de trabalho e de proteção social dos trabalhadores fabris sofreram profundas melhorias, principalmente resultantes da Revolução de 25 de Abril de 1974.

0:00 – Informação biográfica
0:12 – Vida familiar
0:29 – Trabalho
2:16 – Trabalho do pai (chapelaria)
2:32 – Trabalho fabril (chapelaria e calçado)
3:43 – Trabalho agrícola
4:26 – Educação
5:36 – Indústria do calçado
7:24 – Etapas de produção
9:25 – Instrumentos de produção
10:48 – Fábrica Anjo
11:13 – Calçado Reinante
12:17 – Trabalhadores por género
12:25 – Modernização da indústria
12:58 – Calçado Reinante
15:51 – Reforma
16:04 – Calçado Pilar
17:30 – Direitos laborais
18:05 – Modernização da indústria
19:00 – Amostras e viagens
19:27 – Casamento e mulher
20:15 – Relação com a indústria
20:50 – Fecho da Calçado Reinante
21:34 – Música