Raúl da Silva Mota

Raúl da Silva Mota é natural de São João da Madeira e habita, atualmente, em Santa Maria da Feira. O seu pai trabalhava na indústria do calçado, na fábrica da Bastos & Lima.
Começou a trabalhar na Oliva, no departamento de Despacho Oficinal, como paquete, em 1964, com 14 anos. Nem um ano depois passou a apontador, na secção de tubos, trabalho que descreve ao pormenor. Logo nesse primeiro ano, enquanto apontador, foi escolhido para representar os empregados de escritório no almoço de Fim de Ano com os patrões da empresa. Também trabalhou na Divisão de Compras, através de um concurso interno.
Recorda a importância das máquinas de costura para as famílias portuguesas da época. Foi o responsável pela compra do primeiro computador da empresa, da IBM, um dos primeiros do país. Assim, descreve a Oliva como uma empresa muito moderna, no panorama nacional.
Foi diretor da cooperativa de consumo que existia na fábrica, para os seus trabalhadores. Explica como a industrialização e a abertura das fábricas da Oliva significaram a melhoria das condições de vida da população e o desenvolvimento de São João da Madeira e das zonas em seu redor. Acompanhou o processo de declínio financeiro que a Oliva sofreu, que relata com detalhe. Lamenta o destino que a empresa acabou por ter, sublinhando a importância que teve quer para a sua vida, quer para a história da região.

0:00 – Informação biográfica
0:13 – Trabalho na Oliva
0:30 – Despacho Oficinal
1:06 – Prestígio e importância da Oliva
5:00 – Máquinas de costura
5:54 – Cooperativa de consumo
7:27 – Importância da Oliva para o desenvolvimento da região
8:36 – Qualidade
8:58 – Trabalho na Oliva
16:06 – Modernização e computador IBM
17:13 – Trabalho na Oliva
17:48 – Relação com os colegas
20:11 – Importância da Oliva para o desenvolvimento da região
21:51 – Sindicato dos Empregados de Escritório
22:16 – Cooperativa de consumo
22:55 – Trabalho na Oliva
28:05 – Venda da Fábrica de Acessórios
28:51 – Venda da Fábrica de Fabricos Gerais
30:18 – Serviço Militar
31:11 – Sindicalismo e Comissões de Trabalhadores
35:14 – Remuneração
35:34 – Declínio e saída da Oliva
37:43 – Negócio próprio – Fundição
41:40 – Declínio e saída da Oliva
43:33 – Família
45:17 – Declínio da Oliva
50:12 – Fundação Oliva e apoio aos trabalhadores
52:10 – Máquinas de costura
55:25 – Importância da Oliva