Norberto Chimeno

Norberto Chimeno nasceu em Rio de Onor, tal como toda a família. Sempre se dedicou à agricultura e à pastorícia. Relata a partilha de trabalho e de cabeças de gado pelos habitantes da aldeia, própria do comunitarismo local. Frequentou a escola da aldeia, tendo concluído a então 4ª classe. Além da agricultura, participou na construção das estradas que vão dar à aldeia. Aos 26 anos emigrou para França, com a ajuda de amigos, onde trabalhou na construção civil. Só regressou a Portugal quando se reformou, tendo levado a família também para França. Recorda a abundância de animais selvagens que havia na floresta em redor da aldeia, número que diminuiu muito nas últimas décadas.

0:00 – Informação biográfica

0:23 – Trabalho

0:29 – Comunitarismo

2:12 – Animais

2:59 – Escola

4:10 – Agricultura

5:03 – Estradas

7:03 – Contrabando

7:19 – Carvão

8:29 – Emigração

9:21 – Casamento

9:58 – Regresso a Portugal

10:29 – Eletricidade

10:56 – Condições de vida

11:56 – Educação das filhas

13:23 – Vida em França

15:17 – Regresso a Portugal

15:36 – Agricultura

16:15 – Animais selvagens

17:18 – Caça e pesca

17:36 – Rio

18:08 – Pesca

19:00 – Caça

20:05 – Proteção da natureza

21:59 – Madeira

22:40 – Lobos

23:46 – Festas tradicionais

24:10 – Caretos

24:56 – Gaiteiros

26:05 – Caretos

26:56 – Festas em Espanha

27:27 – Bailes

27:39 – Máscaras

27:57 – Guerra Colonial

29:04 – Emigração

30:33 – Festas