Manuel de Oliveira Pinho

Manuel de Oliveira Pinho é natural de Escapães, Santa Maria da Feira. Começou a trabalhar muito cedo, aos 11 anos, em São João da Madeira, na fábrica de calçado Solimar, entre a secção do acabamento e de fabrico.
Por ter ambição de ser cortador de calçado, frequentou o curso de Modelação, no Centro de Formação da Indústria do Calçado.
Manuel explica detalhadamente os vários métodos de modelagem e montagem de calçado.
Relata a substituição das formas de madeira por formas de plástico. Cumprido o serviço militar, mudou para a fábrica da Mogli, Lda, uma empresa do Grupo Nilo especializada no calçado feminino e ortopédico infantil.
Fundou uma empresa, com sócios, a Paquito, Almeida Correia e Lda, especializada em calçado ortopédico infantil, onde trabalhou durante 25 anos, até à reforma. Na fábrica, a produção era feita com máquinas de costura Oliva.
Explica as diferenças no desenho e no fabrico entre o calçado normal e o ortopédico, trabalhando, maioritariamente, de acordo com receitas médicas.
Contribuiu para as atividades da Universidade Sénior de São João da Madeira, tendo feito ferramentas, chapéus e sapatos em barro que hoje estão em exposição.
Destaca a inegável qualidade do calçado português, recebendo elogios tanto em nome das fábricas para quem trabalhou, como à sua empresa.

0:00 – Informação biográfica
0:16 – Mudança para São João da Madeira
0:41 – Entrada na Solimar
1:32 – Secções de fabrico
2:20 – Curso de modelação
3:26 – Serviço militar
3:53 – Mogli, Lda
4:21 – Fábrica de calçado Paquito
5:01 – Universidade Sénior
6:36 – Trabalho em barro
8:24 – Relação da família com o sector do calçado
9:27 – Pai
10:02 – Irmãos
11:02 – Trabalho de corte de calçado
13:00 – Máquinas
13:47 – Curso e trabalho de Modelação
18:20 – Pantógrafos e formas
20:44 – Corte, montagem e acabamento
24:33 – Formas
30:54 – Montagem e gaspeadeiras
31:55 – Estigma da profissão
33:31 – Mogli, Lda
34:20 – Fábrica de calçado Paquito
36:06 – Calçado ortopédico
43:13 – Trabalhadores
44:11 – Horário de trabalho
44:50 – Instrumentos de trabalho
45:32 – Mercados interno e externo
46:10 – Qualidade do calçado português
47:31 – Fábrica de calçado Paquito
47:53 – Oliva
50:40 – Máquinas de costura Oliva
51:03 – Viarco
51:52 – Importância da Oliva
53:03 – Indústria de São João da Madeira
53:25 – Trabalho da mulher
53:35 – Solimar
55:13 – Diferenças entre tipos de calçado e materiais (peles)
57:47 – Infância e trabalho
59:10 – Preservação do património
59:39 – Etapas de fabrico (demonstração)