Evangelino Morais

Evangelino Augusto Morais nasceu em Bruçó. Ingressou na GNR, fazendo depois o exame de admissão à Guarda Fiscal, onde esteve de 1967 a 1993. Recorda vários aspetos do trabalho na Guarda Fiscal, como a instrução, as vigias, as apreensões e os perigos da profissão, bem como os percursos e os artifícios usados pelos contrabandistas.

0:00 – Guarda Fiscal: motivações

1:00 – Percurso profissional: colocações

3:07 – Instrução na Guarda Fiscal

4:09 – Memória sobre uma avaliação

5:50 – Trabalho na Guarda Fiscal: horários, pontos de vigia e fiscalização

8:14 – Estratégias dos contrabandistas e produtos contrabandeados

9:24 – Estratégias da Guarda Fiscal

11:13 – Produtos contrabandeados e apreendidos

12:55 – Perigos da profissão

13:42 – Caminhos usados pelos contrabandistas e estratégias para passar o rio

14:13 – Apreensão de mercadorias contrabandeadas

15:29 – Descaminho e contrabando

16:20 – Relação com Guarda Civil

16:48 – Abertura da fronteira

17:03 – Incumprimento de funções na Guarda Fiscal

17:26 – Transferências de posto e colocações

18:21 – Serviço de plantão e perigos associados

19:41 – Contrabando nas aldeias próximas da fronteira

20:04 – Estratégias dos contrabandistas

21:34 – Caminhos usados pelos contrabandistas

22:34 – Apreensão de mercadorias contrabandeadas e do transporte

26:10 – Memória sobre o contrabandista “Trola”

26:16 – Passagem da fronteira a salto

27:06 – Contrabando e passagem a salto: estratégias para comunicar

28:33 – Venda dos produtos contrabandeados

29:51 – Memória sobre o contrabandista “Trola”

30:10 – Estratégias usadas pela Guarda Fiscal

31:22 – Perigos do trabalho na Guarda Fiscal

35:27 – Trocas de moeda para compras em Espanha

36:14 – Estratégias dos contrabandistas para passar o rio

36:55 – Festas em Espanha

37:01 – Estratégias dos contrabandistas para passar o rio

37:14 – Envolvimento das mulheres no contrabando

37:38 – Encomendas aos contrabandistas