Ernesto Cavaleiro

José Ernesto Taborda Cavaleiro nasceu em Mata de Lobos. Além de Mata de Lobos, residiu e trabalhou também em Coimbra e em Figueira de Castelo Rodrigo. Em 1989, emigrou para a Suíça, regressando em 2005. Aos 15 anos iniciou-se nas incursões a Espanha. Levava café e trazia, entre outros produtos, bacalhau, louça de esmalte, ganga e ténis. Tem memórias sobre o contrabando de tempos mais recuados – em particular sobre o contrabando de amêndoa -, e sobre o contrabando mais recente de gado e tabaco. Recorda a boa relação com Espanha e os vários caminhos e trilhos usados pelos contrabandistas. Atualmente dedica-se às caminhadas, integrando uma associação local que explora também alguns dos trilhos percorridos noutros tempos para a travessia da fronteira.

0:00 – Informação biográfica

2:52 – Emigração e trabalho na Suíça

7:32 – Produção agrícola

8:44 – Relação com Espanha: trabalho, corridas de touros e festas

9:41 – Trabalho da Guarda Fiscal

10:19 – Contrabando: produtos contrabandeados

12:00 – Contrabando de amêndoa

12:28 – Contrabando: estratégias para passagem das mercadorias

13:40 – Apreensão de produtos contrabandeados

14:39 – Ponto de troca dos produtos contrabandeados

14:56 – Troca de pesetas e escudos

15:09 – Produtos contrabandeados

15:22 – Contrabando: caminhos usados

18:09 – Contrabando individual e em grupo e distâncias percorridas

19:02 – Postos e fiscalização da Guarda Fiscal

19:33 – Contrabando de gado

23:00 – Contrabando de tabaco

23:25 – História de encontro com Guarda Civil

24:50 – Alterações na fauna do rio

25:30 – Pesca e caça

25:50 – Abastecimento e comércio de peixe

26:43 – Polvo seco e trabalho agrícola em Espanha

28:17 – Conservas portuguesas

29:04 – Relação com Espanha

30:52 – Contrabando de amêndoa e contrabandistas de Mata de Lobos

31:25 – “Pana”

32:43 – Contrabando: caminhos e dificuldades

34:31 – Identificação dos caminhos usados no contrabando e caminhadas

37:22 – Contrabando: estratégias de fuga à Guarda Fiscal

39:43 – Guarda Fiscal

41:26 – Condições de vida e de subsistência

43:25 – Passagem da fronteira “a salto”