Domingos Soares de Oliveira

Domingos Soares de Oliveira (n.1925). Natural de São João da Madeira. Trabalhou como sapateiro e na indústria de chapelaria, na empresa Nunes da Cunha e C.ª, nomeadamente nas secções de lã e de semussagem, tendo também trabalhado como fulista. Após um acidente profissional, aos 19 anos, regressa à fábrica como apontador, ficando responsável por registar o ponto do pessoal. Foi também encarregado na mesma fábrica, sendo uma das suas funções reunir e pesar as várias qualidades de pêlo necessárias ao fabrico de cada chapéu. Essa experiência levou-o a preparar um trabalho sobre a influência da humidade na qualidade do pêlo e, consequentemente, do chapéu. Quando a fábrica fechou, dedicou-se às vendas, nomeadamente de peles, negócio no qual trabalhou durante 50 anos. O seu pai foi chapeleiro, juntamente com alguns seus tios e um primo, tendo emigrado, todos eles, para o Brasil.

0:00 – Preparação da pele e limpeza do pêlo

1:03 – Funções na indústria de chapelaria

3:42 – Percurso profissional e escolaridade

5:53 – Processo de separação da pele do coelho

6:24 – Criação da CNP

7:11 – Qualidade das peles e do pêlo

11:55 – Inauguração da CNP

13:27 – Percurso profissional

17:07 – Relação de familiares com a chapelaria

19:17 – Trabalho como encarregado na chapelaria