Benjamim dos Santos Silva

Benjamim dos Santos Silva nasceu em Lagoaça. Trabalhou toda a vida na agricultura. O seu tio foi contrabandista. Além das histórias sobre o envolvimento do tio no contrabando, Benjamim guarda ainda memórias sobre como procediam os homens da aldeia que também se dedicavam a esta atividade. Recorda como era a vida na aldeia e assinala as alterações que se registaram nesta, na paisagem agrícola, nas técnicas de cultivo e no rio.

0:00 – Informação biográfica e familiar

0:10 – Escolaridade

1:13 – Informação biográfica

1:55 – Vida na aldeia: produtos cultivados

2:20 – Informação biográfica

3:15 – Alterações no cultivo

3:24 – Reflexos da IIª Guerra Mundial na aldeia: mantimentos e racionamento

5:42 – Contrabando: produtos contrabandeados

6:22 – Calças de “pana” e outros produtos de Espanha

7:30 – Contrabando: detenções e Guarda Fiscal

7:54 – Contrabando: travessia do rio e estratégias

13:12 – História sobre a mula do tio

18:04 – Contrabando: detenções e apreensões

18:24 – Venda das mercadorias contrabandeadas nas aldeias

18:46 – Contrabando: apreensões

21:52 – Contrabando: motivações

22:13 – Contrabando: produtos contrabandeados

22:48 – Posto da Guarda Fiscal

23:08 – Colocação da Guarda Fiscal nas aldeias

23:23 – Relação de contrabandistas com Guarda Fiscal

23:50 – Venda de mercadorias contrabandeadas nas aldeias

24:23 – Contrabandistas da aldeia e das aldeias vizinhas

25:29 – Contrabando: percursos e passagens

27:19 – Diminuição da frequência do contrabando

27:54 – Relação com Espanha

29:32 – Construção das barragens

30:22 – Diminuição de peixes no rio

30:53 – Moinhos, fornos e fabrico de pão na aldeia

32:36 – Alterações tecnológicas no cultivo de cereais

33:15 – Mudanças na paisagem agrícola

34:09 – Celeiros

34:26 – Alterações tecnológicas no cultivo de cereais

35:25 – Feiras e venda de gado

36:33 – Alfaiates e modistas na aldeia