Artur Gomes

Artur Gomes nasceu e sempre viveu em Paradela. A família sempre viveu da agricultura e da pastorícia, e Artur começou a trabalhar com os pais ainda durante a escola primária. Não obstante, concluiu a então 4ª classe, na Escola da aldeia. Lembra a abundância de lobos na zona, que ameaçava os rebanhos de ovelhas que guardava. Para ajudar a família começou, aos 16 anos, a fazer contrabando para Espanha, principalmente de café. Recorda a dureza dos caminhos, sempre percorridos a pé, a falta de iluminação das estradas e os problemas com as polícias espanhola e portuguesa. Lamenta a redução de habitantes da aldeia, que tem causado o encerramento de escolas e outras infraestruturas. Em 1974 iniciou o Serviço Militar, estando em Lisboa aquando do dia 25 de Abril. Em Setembro de 1974 foi mobilizado para Angola, onde esteve até Outubro de 1975. Emigrou para França, onde viveu durante 2 anos e já tinha alguma família, também originária da aldeia. Em 1977 voltou para Portugal, ingressando na Guarda Fiscal. Extinta a Guarda Fiscal, em 1993, foi integrado na Guarda Nacional Republicana. Foi presidente da Junta de Freguesia durante 8 anos, continuando, atualmente, a ser membro da Assembleia de Freguesia.

0:00 – Informação biográfica

0:10 – Redução da população da aldeia

0:57 – Família

1:33 – Alimentação

1:39 – Agricultura

1:42 – Escola e trabalho

2:28 – Lobos

2:40 – Pastorícia

3:13 – Trabalho

3:30 – Contrabando

8:35 – Serviço Militar

8:58 – 25 de Abril de 1974

10:06 – Democratização

11:07 – Angola

15:49 – Emigração

16:10 – Guarda Fiscal

17:54 – GNR

18:35 – Contrabando

19:15 – Aldeia

19:57 – Divertimentos sociais

21:06 – Eletricidade

21:36 – Músicas tradicionais

23:36 – Vestuário e modas

24:25 – Festas tradicionais

24:56 – Emigração

26:22 – Legalização

27:36 – Junta de Freguesia

27:52 – Ligação à aldeia

28:37 – Visão da aldeia

29:50 – Abastecimento de água e seca

31:43 – Caça e pesca

33:06 – Moinhos

33:37 – Redução de espécies – Caça

36:15 – Redução de espécies – Paisagem

36:45 – Terrenos agrícolas

37:10 – Agricultura e pastorícia

38:58 – Emparcelamento

40:08 – Espécies – Agricultura

40:37 – Ligação à aldeia

41:28 – População da aldeia

41:58 – Alterações na aldeia

43:21 – Vida na aldeia

43:51 – Subsídios

44:17 – Nome da aldeia