António Moura Lopes

António dos Santos Moura Lopes nasceu em Amêdo. Tal como o seu pai, também se dedicou à agricultura. Em 1960, foi para Angola com carta de chamada. Foi lá que se escolarizou e se iniciou no ofício de motorista. Conduziu transportes de mercadorias, carreiras e táxis. Regressou a Portugal em 1975, fixando-se na sua aldeia natal. Como taxista, chegou a levar pessoas até à fronteira para que estas passassem “a salto” para Espanha. Recorda as mudanças registadas na aldeia, alguns aspectos da prática do contrabando e as dificuldades da passagem da fronteira.

0:00 – Informação biográfica

2:09 – Abastecimento de peixe

3:18 – Produtos cultivados

4:57 – Escolaridade e percurso profissional

7:28 – Ida para Angola e trabalho como motorista

9:19 – Regresso a Portugal

9:33 – Informação biográfica

11:05 – Atividades comerciais do irmão

14:49 – Volfrâmio

16:29 – Mudanças na aldeia

16:54 – Comércio, alimentação e vias de comunicação

17:56 – Contrabandista “Maradas” e produtos contrabandeados

18:18 – Passagem da fronteira “a salto”

19:22 – Contrabando: produtos contrabandeados e travessia do rio

20:18 – Condições de vida e passagem da fronteira “a salto”º

20:30 – Ida para Angola

20:52 – Alfaiates na aldeia

21:52 – Vida na aldeia