Álvaro Pereira Valente

Álvaro Pereira Valente é natural de Ovar, mas vive em São João da Madeira. Durante os anos do ensino primário viveu no Porto, com o pai, feirante.
Até aos 20 anos trabalhou, com o pai, em várias feiras da zona norte do país. Deixando as feiras, começou a trabalhar na Oliva em janeiro de 1959, na secção de tubos.
Recorda a dificuldade do trabalho, devido ao uso de materiais perigosos, como o ácido sulfúrico, e as altas temperaturas com que tinham de lidar. Afirma que os materiais de proteção dos funcionários eram muito fracos e desconfortáveis, o que levava a que não fossem muito usados.
Relata as alterações que foram sendo feitas no complexo industrial da Oliva, com a construção progressiva de novos armazéns que albergavam diferentes produções.
Na sequência da Revolução de 25 de abril de 1974, tornou-se presidente da Comissão de Trabalhadores da Oliva.
Reformou-se em 2004. Sublinha a boa relação que havia entre os funcionários da fábrica, com o ensinamento dos mais novos pelos mais velhos.

0:00 – Informação biográfica
0:08 – Pais
0:23 – Ovar
0:42 – Infância
1:19 – Viagens com o pai
1:38 – Pais e irmãos
1:50 – Mudança para o Porto e escola primária
3:37 – Início da vida laboral (feiras)
4:27 – Retorno a São João da Madeira e entrada na Oliva
4:58 – Processos de trabalho na secção de tubos
9:15 – Formação e aprendizagem
10:03 – Equipamentos e dispositivos de proteção dos trabalhadores
11:40 – Perigos no uso de zinco
16:11 – Acidentes de trabalho
16:32 – Altas temperaturas
17:28 – Trabalhadores
17:48 – Secção da feitura de tubos
20:16 – FACAR
20:43 – Secção de zincagem
21:04 – Polivalência dos trabalhadores
21:19 – Instalações das várias fábricas
22:26 – Quotidiano de trabalho
23:27 – Balneários
23:44 – Etapas de fabrico dos tubos
25:08 – Fundições
25:45 – Químicos usados
26:06 – Niquelagem e torneiras
26:59 – Instalações da Oliva
27:40 – Venda à ITT
28:10 – Sindicalismo
29:09 – 25 de Abril de 1974 e reivindicações laborais
31:18 – Reforma
31:34 – Retrospetiva
32:09 – Reputação da Oliva
33:58 – Campismo