Albertina Soares

Albertina Soares (n. 1956) é natural de Nogueira Cravo. Começou a trabalhar na Cortadoria Nacional do Pêlo aos 17 anos, onde ficou até aos 57. Desempenhou funções em várias etapas do processo de produção, como apanhadora de peles na estufa, trabalhadora de corte mecânico ou de fuso. 

A sua mãe também foi trabalhadora da Cortadoria, como cortadora de pêlo.

Recorda os danos físicos que o trabalho com os ácidos causava, como as queimaduras nos pés e nas mãos.

Recorda as festas que a Cortadoria organizava na época do Natal e o convívio com colegas e patrões.

0:00 – Trabalho dos pais

0:30 – Processos manuais

0:51 – Entrada na CNP

1:44 – Secções de produção

2:09 – Etapas da produção

3:02 – Alterações no trabalho

3:17 – Acidentes de trabalho

4:06 – Quotidiano na fábrica

5:07 – Corte de pêlo em casa

6:15 – Fábrica nova

7:28 – Festas de Natal