Adelina Teixeira

Adelina Amélia Teixeira nasceu em Urrós. Com 17 anos emigrou para Moçambique por motivos profissionais, tendo regressado em definitivo à aldeia em 1976. A sua família vivia da agricultura e o seu pai, João Libano, foi contrabandista. Recorda como era feito o contrabando: a passagem no rio Águeda, os produtos contrabandeados de e para Espanha, a venda das mercadorias nas aldeias próximas. Recorda também vários aspetos da vida da aldeia: a alimentação, as habitações, o comércio e os ofícios.

0:00 – Informação biográfica e familiar

0:31 – Contrabando: produtos

1:06 – Informação biográfica e familiar

1:59 – Vida na aldeia

2:15 – Contrabando: travessia do rio

6:21 – Venda dos produtos contrabandeados

9:07 – Vida na aldeia: produtos cultivados

11:10 – Trabalho nos campos

11:34 – Saneamento, água potável e eletricidade na aldeia

12:22 – Informação biográfica e escolaridade

13:44 – Trabalho nos campos

14:18 – Emigração para Moçambique e regresso a Portugal

15:09 – Mudanças na aldeia: habitações e animais de criação

16:11 – Alimentação

17:48 – Comércio na aldeia

18:56 – Produção e colheita de cereais

20:08 – Contrabando: frequência da atividade

20:35 – Trabalho nos campos

20:42 – Gado e produção de queijo

21:24 – Mudanças na aldeia: consumo de café

21:40 – Contrabando: última ida de João Libano a Espanha

23:42 – Caça

24:35 – Contrabando: produtos contrabandeados

25:02 – Ofícios da aldeia

25:43 – Fornos e fabrico do pão

26:27 – Cultivo de cereal

26:37 – IIª Guerra Mundial e falta de pão

26:49 – Vida na aldeia