A carregar...

ENTREVISTAS


Entrevistas:
Joaquim Azevedo
Data da entrevista:
17-01-2020, Torre da Oliva, São João da Madeira
Projeto:
Resumo:
Joaquim Moreira Azevedo é natural de Santa Maria da Feira e começou a trabalhar na Oliva com 22 anos, ao terminar o serviço militar. Tendo inicialmente trabalhado na Montagem de máquinas de costura, passou, depois, para o sector Eletromecânico, que respondia à sua especialização. Trabalhou, também, na reparação de telefones e dos relógios de ponto. Assim, percorreu e conheceu toda a fábrica, não tendo um posto de trabalho fixo. Relata que a empresa mudou muito na altura em que se iniciou a produção de torneiras que levou ao progressivo abandono das máquinas de costura. Recorda as convulsões laborais, principalmente greves, que se viveram na empresa após a Revolução de 25 de abril de 1974 nas quais, no entanto, nunca se envolveu. Estabeleceu-se como agente da marca, revendendo todos os tipos de produtos, principalmente da Oliva Comercial, como eletrodomésticos. Descreve a Oliva como uma boa empregadora, que remunerava os funcionários acima da média das empresas da zona. Além disso, enumera benefícios dados aos trabalhadores, como um teatro, um posto médico e uma cooperativa de consumo. Apesar de os seus irmãos terem emigrado para o Brasil, Joaquim nunca pensou em sair do país.
Ficha Técnica
Ana Carina Gerardo da Silva Azevedo [Entrevistador]
Joaquim Gomes Moreira Azevedo [Entrevistado]
Projetos
Entidades