1.º Encontro Memória para Todos: História, Património e Comunidade(s)

English version

Data: 13 a 15 de novembro de 2019
Local: Teatro Aberto, Lisboa

Programa | consultar

Apresentação

A relação entre a memória, o património e a identidade, como fatores de promoção da coesão social e de construção de comunidades, tem vindo a confirmar a importância da formação e do conhecimento como veículos essenciais para o desenvolvimento da atividade de investigação, em diferentes contextos e em diversos suportes bem como para a promoção da identidade local e comunitária. 

Em Portugal, tem-se assistido a uma crescente expansão e reconhecimento de projetos de investigação e iniciativas culturais e sociais que, a partir da memória, estimulam a participação da sociedade ao nível da colaboração, da co-criação e da disseminação do conhecimento, envolvendo tanto a academia, como associações e ONGs, arquivos, bibliotecas, museus, autarquias e redes informais de cidadãos.

Esta mobilização tem conhecido diversas expressões e enquadramentos científicos e institucionais, sendo porventura mais visível ao nível das ciências sociais, artes e humanidades (e.g. projetos de história oral, museus, jornalismo), do associativismo e de atividades locais e regionais de salvaguarda e preservação do património, mas também de inquestionável relevância em domínios como o das neurociências, da psicologia, da ação social ou da biodiversidade. 

O I Encontro Memória para Todos visa reunir diferentes agentes, projetos e atividades empenhados na identificação, organização, curadoria, investigação e divulgação da memória e arquivos de e para comunidades.

Propõe, por isso, uma reflexão conjunta e transdisciplinar a partir da contribuição de diversas áreas disciplinares e científicas em torno do binómio memória e comunidade, compreendendo a memória histórica e social, a memória cognitiva, a memória genética e a memória digital, e o papel da academia, das instituições culturais e sociais e dos cidadãos enquanto agentes de influência em processos de patrimonialização, preservação e construção da memória.

O 1.º Encontro Memória para Todos é organizado pelo Centro República e o Instituto de História contemporânea da NOVA FCSH em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa.

Conferência de abertura proferida por Paul Thompson.

Objetivos

  • Partilhar experiências, projetos e atividades — em curso ou já realizadas — relacionadas com a história/memória/comunidade;
  • Debater estratégias de envolvimento das comunidades e os seus impactos na construção de identidade e valorização coletiva e pessoal;
  • Questionar o impacto da história, património e memória em processos de inclusão social, regeneração urbana e coesão comunitária;
  • Discutir e estabelecer boas práticas para o registo, preservação e divulgação de testemunhos orais e documentação de natureza privada;
  • Refletir acerca da curadoria, preservação e infraestruturas digitais no contexto dos arquivos de comunidade;
  • Promover a formação nas áreas da história oral, história local, história pública e arquivística com dinâmicas de envolvimento comunitário.

Destinatários

  • Investigadores;
  • Membros de Associações e Projetos dedicados à Memória e Comunidades;
  • Profissionais de Bibliotecas, Museus, Arquivos e Autarquias;
  • Professores de diferentes níveis de ensino; 
  • Cidadãos em geral.

Temas

  • Arquivos de Memória e Comunidade: organização, preservação e partilha
  • Estratégias e metodologias para o desenvolvimento de projetos de envolvimento comunitário, incluindo em contexto digital
  • Modelos e metodologias de recolha e registo de memória: da história oral à ciência cidadã
  • Estudo cognitivo da memória e doenças associadas
  • Usos do passado e políticas da memória
  • Memória e património
  • Memória e criação artística e cultural

Organização


Calendário

Receção de propostas até 30 de Setembro de 2019
Comunicação de resultados até 20 de Outubro de 2019
Inscrições até 31 de Outubro de 2019

Tipos de comunicação

A. Comunicação oral (máx. 15 min)
Enquadradas em sessões de comunicações com discussão no final.

B.  Apresentações de projetos (max. 10 min)
Enquadradas em sessões de apresentação de projetos com discussão no final. Poderão ser apresentados projetos já realizados, em curso ou propostas de projetos a serem lançados num futuro próximo.