Rui Ivo Cruz

Rui Ivo Cruz, filho do maestro e director musical Manuel Ivo Cruz (filho), e neto do músico e compositor Manuel Ivo Cruz (pai), frequenta, com toda a família, o Teatro Nacional de São Carlos desde o início da sua vida.
Estudou música desde muito cedo, tendo aprendendo a tocar violino, oboé e piano, entre outros instrumentos, embora a sua especialização seja em afinação de pianos.
Trabalhou no Teatro, em figurações e, depois, na afinação de pianos. Passou, depois, a estafeta e chauffeur e a técnico de apoio à Orquestra e do Coro, estando, actualmente, na Portaria do Teatro.
Recorda vários episódios contados pelo pai e o avô, e a íntima relação com a extinta Orquestra Filarmónica e o Conservatório de Lisboa, bem como a importância do Teatro da Trindade, onde o pai dirigia a Companhia Nacional de Ópera.
O seu irmão mais velho faz parte da Orquestra do TNSC.

0:00 – Início da frequência do TNSC
1:24 – Fim da Empresa Pública
2:18 – Manuel Ivo Cruz (filho) na China
2:49 – Manuel Ivo Cruz (pai)
3:25 – Conservatório de Lisboa e ligação ao TNSC
4:49 – Ópera em Ditadura e Revolução de 25 de Abril de 1974
7:16 – Formação e interesse musical
8:58 – Comportamentos do púlico
9:45 – Direcção de óperas por Manuel Ivo Cruz (filho)
10:40 – Vida quotidiana e influência da profissão do pai na família
11:35 – Espectáculos marcantes
11:51 – Vozes marcantes
13:24 – Outras salas de concerto
14:02 – Manuel Ivo Cruz (filho) na China
16:02 – Manuel Ivo Cruz (filho) em África
16:40 – Funções desempenhadas no TNSC

Deixe uma resposta