Mesquita central de Lisboa

A Mesquita Central de Lisboa, situada nas traseiras da Avenida Ramalho Ortigão, em Lisboa, é um dos principais centros de culto do Islão em Portugal, religião que engloba mais de cinquenta mil pessoas no país.
No decorrer da formação da Comunidade Islâmica de Lisboa (CIL) em 1968, por um grupo de estudantes muçulmanos, surgiu a necessidade de criar um espaço onde pudessem realizar o culto religioso na cidade. Embora tenham sugerido à Câmara Municipal de Lisboa a construção desse mesmo espaço, tal proposta foi apenas aprovada em 1977, na sequência da revolução de 25 de Abril de 1974. Entre os anos de 1980 e 1990, foram construídas diversas mesquitas em Portugal, como a Mesquita de Odivelas (1991) e a Mesquita de Coimbra (1992). Estas construções foram fruto de uma maior consciencialização nacional para com o Islão, e dado o progressivo aumento da comunidade islâmica em Portugal, urgia a necessidade de um local que, para além de dar a conhecer a religião, reunisse os crentes.
Estas comunidades viram um grande incremento populacional na Europa, na segunda metade do século XX, fruto de movimentos migratórios do pós 25 de Abril, protagonizados por muçulmanos das regiões, sobretudo, da Guiné, e de Moçambique, como é o caso do sheik David Munir.
Iniciou-se então, dois anos depois (1979), a construção da futura Mesquita Central de Lisboa, na Avenida José Malhoa, com o traço arquitetónico de António Braga e João Paulo Conceição. A CIL contou com o apoio de vários crentes e não crentes, que financiaram a construção da Mesquita, a par de alguns países árabes (como a Arábia Saudita, Egipto, Omã, Kuwait, entre outros). A inauguração decorreu no dia 29 de março de 1985 e em 2001, a Câmara Municipal de Lisboa nomeou a rua que passa em frente ao espaço como Rua da Mesquita, topónimo que mantém actualmente.

BIBLIOGRAFIA
BATORÉU, Filomena – Enquanto muçulmanos e como portugueses a religião não foi um problema: um contributo para o estudo das estratégias de inserção social diferenciada sunitas de origem indiana em Portugal [Em linha]. Lisboa: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, 2008. Dissertação de mestrado. [Consult. abril 2018]. Disponível em http://hdl.handle.net/10362/16004

RIBEIRO, Fernando Paulo – Normas laborais e liberdade de prática religiosa: O Caso dos crentes do Islão em Portugal [Em linha]. Lisboa: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, 2010, Dissertação de mestrado. [Consult. abril 2018]. Disponível em https://run.unl.pt/bitstream/10362/5875/1/fernando.pdf

WEBGRAFIA
AGÊNCIA ECCLESIA. Lisboa: Que tal «um encontro amigável de futsal entre católicos e muçulmanos?», 2017 [Consult. abril 2018]. Disponível em http://www.agencia.ecclesia.pt/noticias/nacional/lisboa-que-tal-um-encontro-amigavel-de-futsal-entre-catolicos-e-muculmanos/

COMUNIDADE ISL MICA DE LISBOA. Comunidade Islâmica de Portugal. [Em linha]. Lisboa, 2016. [Consult. abril 2018]. Disponível em http://comunidadeislamica.pt/pt/comunidade-islamica-2/comunidade-islamica-em-portugal/cil-comunidade-islamica-de-lisboa.

MAIS LISBOA. Subindo as Avenidas Novas. [Em linha]. Lisboa: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) da Universidade Nova de Lisboa, 2015 [Consult. abril 2018]. Disponível em http://maislisboa.fcsh.unl.pt/subindo-as-avenidas-novas/

SINOPSE

David Munir é o responsável pela Mesquita Central de Lisboa. Nasceu em Moçambique, tendo vindo para Lisboa estudar. É Imã desde os 23 anos.

Relata o grande crescimento da comunidade muçulmana em Lisboa após o 25 de Abril de 1974, que motivou a inauguração da Mesquita, com a rua ainda não alcatroada e sem nome. Incentiva e acompanha as visitas à Mesquita, feitas com o objectivo de quebrar barreiras e abri-la à comunidade. Afirma que a comunidade islâmica portuguesa não tem dificuldades de integração e não sente isolamento social.

FICHA DE ENTREVISTA

Entrevistado: David Munir

Entrevistadores: Luísa Seixas, Sofia Diniz, Ana Alves de Sousa

Data de entrevista: 24 de novembro de 2016

Edição de vídeo: Luísa Seixas

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

barra-de-logos-memoria

Deixe uma resposta