Heloísa Cid

SINOPSE

Heloísa Cid nasceu em 1943, na casa de família onde sempre viveu, na Rua Ramalho Ortigão. Toda a sua infância foi passada no Bairro Azul, onde também residia grande parte da família.

Estudou no Externato de Santa Cecília, no Liceu Maria Amália Vaz de Carvalho e, mais tarde tirou o curso de Engenharia Civil no Instituto Superior Técnico.

Desenvolveu toda a sua vida na área de influência das Avenidas Novas, onde, para além de viver e estudar, passava os tempos de lazer, tendo frequentado o Judo Clube de Campolide e o Clube de Tiro de Monsanto.

Durante a frequência da faculdade, refere a exigência acrescida sentida pelas alunas, que eram acusadas de tirarem “curso de matrimoniais”, não sendo tão levadas a sério como os alunos rapazes. Refere, também, que as raparigas ajudavam os colegas rapazes nos estudos uma vez que, se reprovassem nos estudos, teriam de ir para a Guerra Colonial. Durante esses anos, recorda as movimentações estudantis, quer antes, quer após o 25 de Abril de 1974.

Mais tarde, tirou vários cursos de pós-graduação em Universidades de renome no estrangeiro, onde percebeu que os seus professores do IST eram figuras de referência no panorama geral da Engenharia Civil.

Em criança, relembra o Café do Bairro Azul, onde ganhou o hábito de beber café, com a avó. Já durante a faculdade, ia aos cafés, com os colegas, para estudar e preparar-se para os exames, principalmente o café Mexicana, o café Império e a cervejaria Alga. Frequentava, também, a Feira Popular, principalmente com os pais e a avó, de que relembra as diversões, os cafés e as bancas de venda de bonecos de barro.

Durante a faculdade, passou a frequentar, ainda, a Gulbenkian, onde se preparava para os exames.

Concluída a Licenciatura em Engenharia Civil, trabalhou nas empreitadas de Setúbal do projecto de habitação social SAAL, na Direcção Geral de Portos e, mais tarde, teve um papel de destaque na construção do Porto de Sines.

Ainda hoje continua a fazer os mesmos circuitos, nas Avenidas Novas, que considera serem a sua área de referência.

Mantém até hoje a casa onde nasceu, embora no último ano a tenha restaurado e alugado. O trabalho de restauração foi feito com enorme cuidado, mantendo as características originais da casa.

 

FICHA DE ENTREVISTA

Entrevistado: Heloísa Cid

Entrevistador: Luísa Seixas, Inês Castaño

Data da Entrevista: 4 de dezembro de 2017

Edição de vídeo: Ana Campos

Deixe uma resposta