Hélio Nunes Vieira

SINOPSE
Hélio Nunes Vieira integrou um dos primeiros contingentes mobilizados para Angola, em 1961, sendo colocado no norte do país. Exerceu funções de 1º Cabo Amanuense, na área das informações.
Tem memórias sobre o início da Guerra, que não era algo garantido apesar da presença militar na ex-colónia.
Lamenta o enorme número de mortos, que considera resultado de falta de preparação militar dos soldados.
Regressado a Portugal, iniciou a sua carreira numa agência de navegação. Teve, no entanto, alguma dificuldade na adaptação ao quotidiano depois de ter experienciado a Guerra.
Assistiu aos acontecimentos do dia 25 de Abril de 1974 através da televisão, não tendo saído de casa. Relembra o primeiro 1º de Maio, tendo participado nas celebrações em Lisboa. Relembra esses meses com grande alegria, pelo fim da Ditadura e da Guerra Colonial.

0:00 – Guerra Colonial
0:40 – Posto militar
1:39 – Início da Guerra
3:08 – Conflitos pré-guerra
5:17 – Baixas e falta de preparação das tropas
6:25 – Regresso a Portugal
7:24 – Dia 25 de Abril de 1974
8:08 – Primeiro 1º de Maio
8:58 – Dificuldades de adaptação pós-Guerra
9:30 – Vida antes da mobilização
10:08 – Notícia da mobilização
11:03 – Retrospectiva da Guerra
11:24 – Episódio sobre mobilizações

Deixe uma resposta