Fátima Sousa

Fátima Sousa é cabeleireira e maquilhadora profissional, tendo iniciado o seu trabalho no Teatro Nacional de São Carlos, há cerca de 25 anos, com o professor Luís de Matos, com quem aprendeu técnicas de caracterização. Para além do Teatro Nacional de São Carlos, trabalha em vários palcos e com várias companhias de teatro. No entanto, considera que São Carlos é a sua casa.
Destaca a importância da capacidade de improviso e da criatividade para o seu trabalho.
Faz questão de adaptar as exigências dos encenadores e figurinistas à vontade e ao gosto do cantor, para que este se sinta bem em palco. Para além disso, destaca a importância de negociar com os encenadores, entre a sua vontade e o trabalho possível.
Considera que o seu trabalho é muito gratificante, mantendo relação com grande parte dos cantores que caracterizou.

0:00 – Primeiro trabalho no TNSC
0:45 – Processo de preparação dos trabalhos
1:38 – Relação com os cantores
1:55 – Cantores marcantes
2:41 – Relação dos cantores estrangeiros com o TNSC
3:22 – Trabalho de transformação
4:16 – Importância da passagem de conhecimento entre gerações
5:01 – Trabalho mais difícil
6:52 – Problemas técnicos de caracterização
7:47 – Negociação com os encenadores
8:13 – Épocas de caracterização preferidas
9:01 – Trabalho em vários palcos
10:50 – Importância da manutenção do TNSC
11:22 – Início da carreira
12:09 – Transformações no TNSC
12:44 – Dinâmicas com a mudança de direcções artísticas
12:55 – Alterações nos financiamentos

Ficha técnica

Entrevistado: Maria de Fátima Conceição Sousa
Entrevistador: Jorge Rodrigues
Edição de vídeo: Ana Campos
Data da entrevista: 18 de abril de 2018


Jorge Rodrigues é responsável pelo blogue A Jóia da Coroa, dedicado ao Teatro Nacional de São Carlos.


Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

Deixe uma resposta