Carlos Fonseca

Carlos Fonseca sempre esteve ligado à música, tendo feito parte de vários coros desde a infância.
Iniciou a sua formação e carreira na Academia dos Amadores de Música, onde foi aluno de Fernando Lopes Graça.
Fez parte do Coro do TNSC durante 8 anos, sob direcção de Mario Pellegrini e Carlo Pasquale, e da Companhia Portuguesa de Ópera do Teatro da Trindade.
Participou no Grupo Experimental de Ópera de Câmara.
Estreou-se na ópera “Tosca”, embora considere “Don Pasquale” a obra mais importante em que participou.
Em 1966 viajou para Angola, para actuar na ópera “Lucia di Lammermoor”, com a Companhia Portuguesa de Ópera, que actuou, igualmente, em Las Palmas e em São Tomé e Príncipe.
Ao longo de toda a carreira na ópera, manteve o seu trabalho na Fosforeira Portuguesa, conciliando as duas actividades.
Além de cantor lírico, dedicou-se à música ligeira, no Quarteto Vocal Masculino.
Terminou a sua carreira aquando da extinção da Companhia Portuguesa de Ópera do Teatro da Trindade.

0:00 – Informação biográfica
0:36 – Formação musical
1:02 – Corpo Coral do TNSC
1:30 – Mestres e Directores do Coro do TNSC
2:10 – Professores de canto
3:00 – Companhia Portuguesa de Ópera
3:23 – Grupo Experimental de Ópera de Câmara
3:40 – Trabalho na Fosforeira Portuguesa
4:37 – Academia dos Amadores de Música
5:01 – Grupos corais
6:00 – Primeira ida à ópera
6:40 – Encenadores
7:26 – Estreia na ópera
7:55 – Papel mais importante e preferido
9:10 – Preparação para papéis
9:38 – TNSC e Teatro da Trindade
10:42 – Ópera “Serrana”
10:54 – “Rigoletto”
10:34 – Maestros portugueses
12:17 – Viagem a Angola
14:29 – Exigência dos mestres
14:55 – “Flauta Mágica”
15:10 – Estreia na ópera
16:21 – Vida laboral
17:21 – Fernando Serafim
18:01 – Concertos
18:29 – Música Ligeira e Quarteto Vocal Masculino
19:49 – Trabalho na Fosforeira Portuguesa
20:28 – Relação com os colegas da ópera e responsabilidade em palco
21:26 – Colegas da ópera
25:29 – Última ópera
26:54 – Ambiente de bastidores
27:42 – Equipas técnicas dos Teatros
29:35 – Situação actual do TNSC
30:11 – Coliseu de Lisboa
31:28 – Actuações no Porto
32:21 – Digressões de ópera
32:40 – Actuação no navio “Vera Cruz”
33:21 – Fim da Companhia do Teatro da Trindade
33:41 – Conselho aos jovens cantores de ópera
35:10 – Formação musical actual
36:36 – Árias preferidas
37:28 – Papéis dramáticos vs. papéis cómicos
38:16 – Papéis preferidos

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional