Carlos de Jesus Baptista

SINOPSE
Carlos de Jesus Baptista é natural de Lisboa, do Bairro da Bica, mas reside actualmente na Linha de Sintra. Sempre foi tipógrafo.
Foi mobilizado para a Guerra Colonial em 1969, na especialidade de atirador, estando em Angola de 1970 a 1972. Apesar de considerar que a Guerra foi uma boa aprendizagem, recorda as dificuldades, o perigo e o isolamento. Destaca a importância do seu então Capitão, Jorge Silveira, para a sobrevivência e o retorno do seu batalhão. Considera que um dos elementos mais importantes entre os soldados foi a solidariedade.
Quando voltou a Portugal, ocupou o mesmo cargo na área de tipografia, embora o seu estado de saúde estivesse bastante debilitado.
Sente que os objectivos da Revolução de Abril foram defraudados devido à situação económica, política e laboral de hoje em dia.

0:00 – Informação biográfica
0:37 – Participação política
0:46 – Retrospectiva sobre a situação actual
1:31 – Guerra Colonial
2:58 – Importância do Capitão Jorge Silveira
5:12 – Aprendizagem com a Guerra
6:24 – Zonas de Guerra
6:46 – Retorno a Portugal e suporte da esposa
7:50 – 25 de Abril de 1974
9:17 – Movimentações do PREC
10:40 – Eleições
10:55 – Processo de descolonização
11:55 – Conceito de liberdade

Deixe uma resposta