Avenida Ressano Garcia, n.º 16

O prédio da Avenida Ressano Garcia 16 foi mandado construir pelo seu proprietário José Maria Nolasco da Silva, como prédio de rendimento, tendo sido inaugurado em 1935.

José Maria Nolasco da Silva e família, c.1930
Licença Creative Commons

José Maria Nolasco da Silva era oriundo de uma conhecida família Macaense (filho de Pedro Nolasco da Silva, Macaense ilustre e Presidente do Leal Senado de Macau). Desenvolveu a sua vida profissional como funcionário das alfândegas marítimas chinesas (Chinese Maritime Customs) cuja liderança e quadros superiores era assegurada por ocidentais, principalmente ingleses. Em 1929, ao terminar a sua vida profissional, decidiu instalar-se definitivamente em Portugal com a sua família. Investiu em dois prédios de rendimento no Bairro Azul e foi viver para uma moradia que adquiriu em Benfica.

Ressano Garcia 16, alçado principal, Arq.º Norte Júnior
Licença Creative Commons
Assinatura Arquiteto Norte Júnior
Licença Creative Commons

O projecto do prédio da Avenida Ressano Garcia 16 é do Arquitecto Norte Júnior, de quem se tornou amigo, e que veio também a projectar a sua casa de férias em São Martinho do Porto, a adaptação de uma antiga adega.

A cultura chinesa estava enraizada em José Maria Nolasco da Silva, que pretendeu que continuasse a fazer parte da sua vida. Para além das inúmeras peças de mobiliário, louças e bibelots que trouxe de Macau, mandou fazer em Portugal um serviço de jantar com o caractere chinês 諾 correspondente ao seu nome (com o som da primeira sílaba de Nolasco: Nô), lacrava envelopes com um sinete com o seu nome em chinês e mantinha outros hábitos típicos da cultura chinesa. Marcou-o também profundamente uma estadia prolongada no Japão pouco antes de vir para Lisboa.

 

Fachada,nº16Ressano Garcia
Licença Creative Commons

Decidiu deixar marcadas para sempre, na entrada do seu prédio da Avenida Ressano Garcia, as culturas que lhe eram tão caras. A estrutura da porta de entrada do prédio é inspirada num torii japonês, o pórtico de entrada dos templos xintoístas. Nos dois lados da porta existem dois dragões em baixo relevo. O dragão chinês é um símbolo de força, de poder e de boa sorte. Na fachada, sobre a porta, existem três moedas chinesas redondas, com um orifício quadrado no centro, em Macau designadas por Sapecas. Estas moedas têm habitualmente gravados quatro caracteres chineses, alusivos à época em que foram cunhadas. As Sapecas são um símbolo da fortuna e José Maria Nolasco da Silva inscreveu na maior das três, em posição central, os quatro caracteres 諾 樂 師 correspondentes ao seu nome (som aproximado Nô, Le, Si, Cu). Desta forma, a boa sorte e a fortuna nunca o deveriam abandonar!
No prédio da Avenida Ressano Garcia 16 continuam a habitar vários familiares seus.

Luís Nolasco Lamas
8 de Dezembro de 2015

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

barra-de-logos-memoria

4 thoughts on “Avenida Ressano Garcia, n.º 16

Deixe uma resposta