Relojoaria Mendes

 

SINOPSE

Com loja aberta desde 1963, António Maria Mendes é desde esse tempo morador na Av. Ressano Garcia. Casou na Igreja de São Sebastião da Pedreira com a D. Virgulina (D. Lina), que já ali morava desde 1956. Os filhos nasceram na Maternidade Alfredo da Costa. Refere que o Bairro Azul não tem espaços de diversão ou convívio para os habitantes, ao contrário das zonas periféricas de Lisboa. Assim, ocupavam os tempos livres com actividades ao ar livre, como pesca, caça ou praia, para além dos passeios ao Parque Eduardo VII, à Estufa Fria e à Feira Popular.

Lamentam a inexistência de contacto entre os habitantes, que não acontecia antigamente, e a falta de higiene do Bairro, que antigamente era punida com multas. Lembram-se de várias figuras públicas que habitavam ou frequentavam o Bairro.

FICHA DE ENTREVISTA

Entrevistado: António e Virgulina Mendes
Entrevistador: Sofia Diniz, Luísa Seixas
Edição de vídeo: Ana Francisca Bernardo
Data de entrevista: 21 de abril de 2016

OUTROS DOCUMENTOS

Relojoaria Mendes_1963
António Maria Mendes | Relojoeiro
Fotografia de Miguel Valle de Figueiredo
Licença Creative Commons

Deixar uma resposta